Os eurodeputados do Grupo do Partido Popular Europeu, a espanhola Esther Herranz e o português Nuno Melo, em colaboração com a Confederação dos Agricultores de Portugal - CAP e a Associação de Jovens Agricultores - Asaja, organizam em Bruxelas nos próximos dias 5 e 6 de Dezembro, o Congresso Europeu de Jovens Agricultores, uma iniciativa que reunirá jovens trabalhadores do setor agrícola provenientes de 20 países da UE.

Ambos destacam a importância do encontro, uma vez que "nos permitirá obter informação direta dos jovens agricultores. Esta oportunidade permitirá articular uma "política europeia eficaz de apoio à comunidade agrícola", defendem os dois eurodeputados.

Este Congresso tem lugar no contexto da reforma da Política Agrícola Comum - PAC - para o período 2014-2020, que a eurodeputada Herranz considera um debate crucial, uma vez que "todas as medidas tomadas terão um efeito sobre nós: agricultores e consumidores". A eurodeputada chama, por isso, a atenção para a necessidade de promover o trabalho dos jovens agricultores e de mostrar a importância que estes têm na renovação geracional nas áreas rurais europeias, porque "está nas mãos destes jovens a nossa alimentação de qualidade, a preços acessíveis".

O eurodeputado Nuno Melo defende que "a nova Política Agrícola Comum terá de responder aos desafios atuais que preocupam os jovens agricultores, desde a instalação à formação, passando pela transferência de propriedade e pela fiscalidade. Será apenas com formação atual e permanente que os jovens agricultores poderão ultrapassar os desafios constantes de um setor tão competitivo". Isto porque "uma agricultura que não se renova não tem futuro", afirma o eurodeputado.

O Congresso, entitulado "O Passado, o Presente e o Futuro da Agricultura", acolhe 20 jovens agricultores de Estados Membros da União, no sentido de estabelecer trocas de pontos de vista com Membros do Parlamento Europeu, analisando as suas perspetivas e realidades variadas no setor de cada Estado Membro, e procurando "novas formas de impulsionar condições jurídicas favoráveis à renovação das gerações, o que proporcionará uma maior estabilidade na sua atividade profissional", afirma Esther Herranz.

Participarão ainda nesta iniciativa um eurodeputado do Grupo PPE por cada país, que atuará como embaixador dos jovens agricultores do seu Estado Membro, galardoando três prémios de reconhecimento para o melhor jovem agricultor da Europa, o projeto mais sustentável e o projeto mais inovador.

Os embaixadores do Grupo PPE que participam neste Congresso são: Esther Herranz García (Espanha), Nuno Melo (Portugal), Albert Dess (Alemanha), Michel Dantin (França), Astrid Lulling (Luxemburgo), Georgios Papastamkos (Grécia), Elisabeth Köstinger (Áustria), Mariya Gabriel (Bulgária), Czeslaw Adam Siekierski (Polónia), Mairead McGuinness (Irlanda), Sandra Kalniete (Letónia), Esther de Lange (Holanda), Milan Zver (Eslovénia), Radvilé Morkunaite-Mikuléiené (Lituânia), Jan Brezina (República Checa), Jaroslaw Kalinowski (Polónia) e Herbert Dorfmann (Itália).

 

Outro conteúdo relacionado