Um orçamento que reflita as prioridades da UE

As nossas prioridades para o orçamento são muito claras: aumentar a competitividade, proteger as pessoas vulneráveis, reforçar a defesa e a segurança da UE, estabilizar a nossa vizinhança imediata e garantir que o nosso crescimento seja inclusivo e sustentável para as nossas sociedades e o nosso planeta.

O Grupo PPE está ciente das suas responsabilidades para com os cidadãos da UE e do seu papel na gestão dos recursos da UE, pois a estrutura e a dimensão do orçamento da UE têm um efeito direto na vida das pessoas.

Entendemos, por isso, que os cidadãos da UE devem ser sempre a prioridade de qualquer orçamento da UE — as suas vidas são afetadas pela forma como os recursos são empregues! Sobretudo, estamos cientes da nossa responsabilidade para com as gerações futuras: temos de capacitar a UE para fazer face às novas realidades com que os jovens se depararão, e de fornecer aos jovens as competências para enfrentar o futuro com confiança.

É nossa firme convicção de que as despesas da UE devem garantir uma boa relação custo-benefício e que o orçamento deve espelhar as prioridades da UE e não guiar-se por interesses nacionais. Para tal, defendemos um sistema de recursos próprios da UE, reduzindo os debates sobre a parte das contribuições nacionais no Conselho.

Além disso, consideramos que o orçamento da UE deve ser utilizado para restabelecer a confiança e reforçar o diálogo com os cidadãos e para criar maiores sinergias com os parlamentos nacionais e regionais.

Em curso

Outro conteúdo relacionado

TOPO